Seguidores

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Cravo de Defunto X Dengue e Insetos






Excelente repelente de insetos é feito usando o Cravo-de-defunto. Vamos pegar cerca de 200g de folhas e talos novos da planta, fatiando tudo em pedaços pequenos e triturando na função pulsar do liquidificador, ou macerando num pilão desses pequenos se você possuir algum em casa. Em seguida colocaremos a massa obtida pela trituração ou maceração dentro de uma garrafa de vidro escuro, adicionar um litro de álcool de uso doméstico, tampar com uma rolha e guardar a infusão em lugar distante da iluminação solar direta. Após um dia de repouso já pode ser utilizada, sugerindo-se agitar a infusão antes de coar a quantidade necessária. A base é de 100ml da infusão coada em pano de algodão limpo, para cada dois litros de água pura pulverizando em seguida as plantas do orquidário. A vantagem da infusão alcoólica é que poderemos fazê-la em quantidade maior, acondicionando em garrafas esverdeadas dessas de vinho para tê-la à mão já pronta e sem perder a validade por mais de um mês. A sugestão é fazer no máximo 01 litro para orquidário doméstico, já que 01 litro da infusão no álcool rende 20 litros de calda pronta misturada a agua pura. Conforme o tamanho do orquidário faça a proporção para quantidades maiores ou mesmo menores. Havendo espaço à volta do orquidário, plante bordaduras de cravo-de-defunto, ou faça vasos com sacos plásticos de mudas, colocando-os espalhados nas bancadas.

Nome da Planta:

Dentre outros nomes científicos o cravo-de-defunto é mais conhecido nas espécies Tagetes erecta, T. patula e T. lucida e nominado popularmente noutros idiomas como cravo (português), tagete (francês e italiano), marigold (inglês), clavel de indias (espanhol), tem sido elevado à categoria de auxiliar no TRATAMENTO DA DENGUE.


O chá:

O cravo amarelo, conhecido popularmente como cravo de defunto, é baratíssimo e ecologicamente correto. Possui tons variados chegando ao laranja e suas folhas têm um cheiro inconfundível, que espanta o mosquito da Dengue.
O chá não tem cheiro nem gosto e os sintomas da doença (febre e dor) desaparecem em duas a três horas, normalmente.
Ajude a divulgar a cura da dengue pela medicina naturista. O nome cientifico do cravo amarelo é targetes erectus linn, que possui princípio antiviral eficaz contra o flaviviridae (vírus da dengue). Em muitas cidades é possível encontrar essa planta em floriculturas, praças, canteiros de avenidas e jardins. Também é comum encontrarmos nos quintais de casas da periferia. Em lojas especializadas, pode-se comprar sementes para plantar.

Com o chá, em curto espaço de tempo, o dengoso não terá mais febre, dores em todo corpo, ânsia de vômito, etc., e não transmitirá o vírus para outras pessoas.

O chá cura mesmo !!!

O chá pode ser tomado puro ou adoçado. O paracetamol pode ser tomado juntamente com o chá para aliviar a febre e as dores, imediatamente. Há registro de uma mulher grávida que não tomou o chá e perdeu o bebê.
Jä em outro caso, a mulher grávida contraiu dengue, sua médica autorizou-a a usar o chá. Ela se livrou da dengue e toda gravidez transcorreu normalmente. .

Outros nomes populares: botões-de-solteirã o, cravo, cravo-francês, rosa-da-índia, tagetes e tagetes-anão. French marigold (inglês), clavel de índias (espanhol), marigold (francês), tagete (italiano).
Constituintes químicos: carotenóides, cineol, linalol, carvona, ocimeno, dextra-limoneno, fenol, anetol, eugenol, quercetagetina.
Propriedades medicinais: analgésica, aperitiva, antiespasmódica, anti-reumática, antitussígena, imunoestimulante, laxativa, peitoral, pesticida natural, purgativa, sudorífera, vermífuga.

Indicações: acne, aliviar problemas pancreáticos e de ouvido, angina, aumentar a resistência imunológica, autismo, bronquite, cólicas uterinas, crianças com deficiência mental, espantar insetos (pulgões, formigas, pernilongos) , espasmo, furúnculo, dores reumáticas, melhorar o apetite, prisão de ventre, problemas de aprendizagem, resfriado, reumatismo, sudorífico, tosse, vermes e DENGUE.

Obs.: usado como floral: em choques emocionais, traumas, mágoas, debilidades sensoriais.

Parte utilizada: folhas, flores.

Contra-indicaçõ es/cuidados: não há registro.

Efeitos colaterais: não há registro.

Modo de usar para dengue: faça um chá, fervendo durante dois minutos cerca de 20 galhos em meio litro d´água. Tome morno, um copo pequeno (não tem gosto algum), a cada hora.

Fonte:
http://acuranatural.blogspot.com/2009/05/res-tudosobreplantas-dengue-tem-cura.html

10 comentários:

antoniobruno disse...

Minha tia que mora em Goiás se curou usando essa planta. Todos do mesmo grupo, demoraram muito mais pra ficarem bons, e ela passou a cuidar deles, mas não ofereceu o chá pra ninguem, porque teve receio das reações das pessoas. Depois disso foi que li na internet, e acabei gravando o nome da planta.

Legal isso. penso que temos muitas plantas que poderia ser melhor estudadas, pelos que fazem pesquisas. Mas tambem tem aquela coisa, se todos começarem a se curar com remedinhos caseiros, o que será dos fabricantes e comerciantes?

neusa dietrich disse...

Gostaria de acrescentar que o cravo de defunto é uma planta de muito fácil cultivo. Depois de plantado ele mesmo esparrama sementes e recomeça o ciclo, portanto há os de pequeno porte e os de flores grandes e altura maior.
Enfim para os defuntos de todos os gostos rsrsrsrsrssr

Anônimo disse...

Quero mudas e sementes de cravo amarelo, moro em Belo Horizonte e não consigo encontrar nehum dos dois nas loja, floriculturas e supermercados!
Que souber por favor me ajude, quero encomendar mudas e sementes URGENTE!
meu e-mail é ethronnie@yahoo,com,br
Obrigada
Margareth

Rodrigo Lopes disse...

tomei o cha e nao melhorei... fiz tomei quase um litro e nada!!!!!!!! por isso e mentira!!!!

Anita Portela disse...

adorei seu blog, o seu mode de escrever é muito simpatico, parabéns.Estava procurando notícias sobre o cravo de defunto, desde criança(e já faz bastante tempo) ouvia falar nos poderes do cravo de defunto.Sabe! essas coisas que são passadas verbalmente de geração pra geração.Acredito muito nas curas antigas, elas tratam o homem com um todo, mas cada um é cada um,né? Me tire uma dúvida: cravo e cravo de de
funto são espécies diferentes?

eunice4590@hotmail.com disse...

Rodrigo Lopes, grata por contribuir com seu comentário. Espero que tenhas sarado logo da sua dengue. E também que não contraia novamente de outros tipos.

Esmeralda Carvalho disse...

Olá, talvez VC encontra no mercado livre boa sorte

Gleiz disse...

Todas as pessoas que ensinei fazer o chá e tomaram ficaram bem sem dor e febre alguns até as plaquetas aumentaram com resultados de exames passaram sem sofrimento acho que cura não mas alivia muito todos os sintomas deixando as pessoas boas rápido e sem nessecidade de ficar em hospital para não pegar outro tipo de doenças quem tem dengue vale apena fazer o chá a única coisa que já vi ser bom para dengue mas não confunda tem uma planta que parece muito com o cravo de defunto está não presta então muita atenção para não se confundir tem que ser o cravo de defunto


Rubens Gabriel disse...

Tipo assim... essa planta cura só se fizer acima de 500 ml? Grato.

Mamuska Fomm disse...

Rubens Gabriel, grata pela visita e comentário.
È sabido que a pessoa com dengue precisa ingerir cerca de 5 litros de água a cada 24 horas; portanto, se parte dessa água for de chá, aumentas a chance de se hidratar e não sofrer tanto com dores no corpo, febres, e mau estar. Não sou especialista, mas o bom senso me diz que não se deve ingerir mais que um litro desse chá por dia.