Seguidores

segunda-feira, 12 de março de 2012

Desafio B.U."Ser solidário: uma forma de exercer a cidadania".





Solidariedade - "Ser solidário: uma forma de exercer a cidadania" - Desafio Premiado - Participe!

Parceria Blogueiras Unidas 


A Noticia:”Sábado, 14 de maio de 1994, 21h. Ribeirão Preto enfrentou uma de suas piores calamidades. Um vendaval, alguns minutos e a cidade inteira danificada. Veículos arrastados, construções derrubadas, casas destelhadas e pessoas voando.  Na manhã do domingo, uma população perplexa. A imagem das árvores da avenida Nove de Julho, sem uma folha sequer, impressionava.

A mobilização popular reconstruiu o município. Durante aquela semana que  se iniciava, a Cava do Bosque e diversos pontos da cidade viraram centros de ajuda e distribuição de todo tipo de doação. Alimentos, colchões, geladeiras, fogões, materiais para construção. E o melhor, o suor de seus moradores. Desde os mais humildes até os mais ricos, juntos.

Em dois meses, uma das poucas lembranças eram os galhos pelados. Havia uma sensação de mutualidade, cumplicidade. Ribeirão Preto é assim, terreno fértil para mentes cidadãs.


Tio e sobrinhos 
As familias oriundas do desfavelamento, e do vendaval , classificado como tornado, ocorrido no dia 14 de maio de 1994, cujas familias desabrigadas foram acolhidas num conjunto habitacional erguido às pressas para este fim. Estas familias aqui chegaram, foram instaladas bem no centro de dois outros conjuntos, e muitas só trouxeram mesmo a roupa do corpo,  suas dores, seus traumas, de uma vida toda destroçada pela intempérie. 

Hora da Sopa
Algumas pessoas começaram a me procurar pedindo ajuda para si e para outras, que fui visitar, deparando com situações as mais graves e desoladoras possiveis, e decidi, que não poderia permanecer de braços cruzados, sem nada fazer em favor daquelas familias. Mesmo fazendo parte do grupo de voluntários da LBV, sabia que o trabalho era muito, e aqueles estavam ali bem perto de mim, eram meus vizinhos. 

Comecei a convidar as crianças para virem até minha casa aos domingos, e no inicio eu não tinha ideia clara do que faria com eles. Por isso comecei apenas acolhendo-os em minha casa, para conversarmos,brincarmos, distrái-los daquela rotina de tragédia em que foram mergulhados, e mesmo no primeiro dia, percebi que tinham fome, algumas não comiam a dois dias, pois só comiam na escola, sendo que nos finais de semana a coisa ficava mais dificil; além de outras necessidades.

Crianças assistidas no inico 

Dinheiro eu não tinha. Mas uma força desconhecida me levou a sair pelas casas visinhas, pedindo alimentos para socorrer ,descobri que a solidariedade fica mais facil, quando temos alguem em campo disposto a arregaçar as mangas e fazer o serviço pesado. 

Comecei fazendo sopa e servindo essas crianças. Não tinha apetrechos suficientes, louça o suficiente,nem talheres e tinha que servir, lavar a louça e servir outros até que todos estivessem alimentados.
Esta ação, trouxe outras ciranças, e em pouco tempo, eu recebia cerca de cinquenta meninos e meninas de idade variável em minha casa todos os domingos. Enquanto estavamos juntos, conversando, passei a falar-lhes de Jesus, e de como Ele havia deixado lições pra que nós aprendéssemos a enfrentar as dificuldades da vida, e de como enfrentar da forma correta faria toda a diferença no final da história de cada um de nós. Resultado; passei a evangelizar estas crianças, de forma ecumênica, isto é: sempre respeitando as suas crenças familiares, sem jamais impor os postulados espirita que eram e são ainda os meus principios pessoais de religião. 

Quero contar, como recebi ajuda das mulheres do meu bairro: Pelas manhãs de domingo, eu pegava algum dinheiro da minha casa, comprava carne e colocava pra cozinhar. Enquanto isto, ia de porta em porta, pedindo as minhas vizinhas, uma batata, uma cebola, um tomate, e assim conseguia o suficiente pra fazer um panelão de sopa. 
Equipe de Voluntários de diferentes segimentos

Alguém doou um caldeirão, outros me doaram pratos, talheres, conseguimos uma mesa longa, alguns bancos, e quando vi, já tinha o salão nos fundos da minha casa aparelhado para acolher as crianças, que chegavam as vezes antes mesmo de eu acordar no dimingo pela manhã.Comprei um aparelho de som, e ouvíamos musicas classicas enquanto conversávamos.
Tudo estava bem, quando algumas crianças começaram a pedir pra levar sopa para casa, afim de alimentar os que ficaram.
Comecei a contar isto aos conhecidos,os jovens da casa espirita NAEL passaram a integrar o trabalho e tomaram par si a função de evangelizadores, o que fizeram de forma tão especial que cabe numa outra história que quero contar separado desta;A coisa caminhou  até que um grupo de funcionários da DPaschoal, tomaram conhecimento desse trabalho, e se ofereceram para fazerem a sopa. 

Reportagem feita por um jornal local
Foi incrível! Ainda agora me arrepio só de lembrar. Fizeram uma reunião na empresa, cada funcionário doavam certa quantidade de tickt alimentar, encontraram uma nutricionista voluntária, montaram equipes de voluntários, que se revesavam, uma cozinha foi colocada a disposição;E assim, a kilometros de distancia de nós, do outro lado da cidade, todos os sábados eles se juntavam e confeccionam uma suculenta, substanciosa e saborosa sopa, que enchiam tres toneis de 200 litros, que uma outra equipe transportava até minha casa, onde uma terceira equipe, agora do grupo do NAEL, estava a postos pra distribuir. Foi desta forma,que por anos a fio, alimentávamos aquelas familias, sendo que as mães de crianças pequeninas, me contavam que congelavam pequenas porções, pra que seus bebes tivessem a sopinha durante a semana.

Com essa ajuda, essas familias conseguiram se emancipar e crescer. Hoje essas crianças estão todas crescidas, no mercado de trabalho seguindo suas vidinhas em paz. Tenho o maior orgulho de encontrá-los fortes bonitos, saudáveis e saber que contribuimos de alguma forma para isto.

Me sinto recompensada quando alguem cruza comigo nalgum local da comunidade e me sorri, chamando-me de tia Nice, e minha memória localiza aquele rostinho ainda quase um bebê, tomando a sopa , ou na fila com seu baldinho pra levar pra casa. Também recebia doações em datas especiais, de refrigerantes da Coca-Cola, Frangos congelados de empresários,Kits de materiais escolares, estes sempre da LBV, roupas e calçados, camas, agasalhos, etc., que eles levavam felizes pra seus lares. Com isto nasceu também as distribuições de finais de ano, mas este é tema para outra oportunidade.
Voluntários Elidia e Alexandre e um garoto assistido
Minha comunidade cresceu, são pessoas felizes e valentes. E eu agradeço a Deus por ter sido útil, e ter podido fazer parte de um grupo de pessoas fraternas!
 Eu só posso compreender a missão de Jesus, como exemplos pra que aprendamos a Amar nossos semelhantes com o mesmo Amor com que Ele Jesus nos Amou e nos Ama. E só podemos aprender a Amar ao nosso semelhante doando o que temos de melhor. O respeito, a tolerança, a fraternidade. Sem isto não poderemos ser seres dignos do Amor do Cristo.




Todo aquele que der ainda que seja
somente um copo de água fresca a um destes pequeninos,
porque é meu discípulo, em Verdade eu vos digo:
Não perderá sua recompensa.  (Jesus de Nazaré)*********


"É uma luta sem fim, não conseguiremos consertar o mundo,
mas vale a pena poder mudar a vida de alguns, isto já valerá os esforços..."


7 comentários:

Blogueira Unidas - Oficial disse...

Oi querida!

Lindo trabalho!!!
Você é uma pessoa mais que especial, com certeza!

Obrigada por participar de nosso DESAFIO.
TUAS CONTRIBUIÇÕES SÃO SEMPRE EXEMPLARES!


"Faça todo o bem que você puder,
com todos os recursos que você puder,
por todos os meios que você puder,
em todos os lugares que você puder,
em todos os tempos que você puder,
para todas as pessoas que você puder,
sempre e quando você puder."


BEIJOCAS!
SIGLEA MALLET - BLOGUEIRAS UNIDAS.

quelsfs disse...

Passando para conferir seu post. Adorei, parabéns pela Super Postagem!
Beij♥

Cidinha Maximo. disse...

Lindo post! Fiquei emocionada. Se não houvesse solidariedade, nada existiria.
Obrigada pela visita. Bjkas
http://alepoleslencoislupus.blogspot.com/

Anne Mesquita disse...

Olá querida!
Parabéns pelo blog! Adorei sua visitinha e vim retribuir! já estou seguindo também!!

O post ficou muito legal!! Beijãooo
Lovely Read

Marley disse...

Fiquei muito emocionada com a tua postagem ,amiga. Vim retribuir a visita. Com certeza já sou mais uma a te seguir.Parabéns pelo blog,é ótimo.
Beijos

Eunice disse...

Obrigada queridas, voces são muito generosas!

Deus as abençoe!

Roseli disse...

Parabéns querida pelo seu trabalho, Uma postagem maravilhosa e muito rica. Tenha um lindo dia e beijinhos carinhosos para ti.