Seguidores

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Dia Mundial da Saúde - 07/04


A História do Dia Mundial da Saúde                                                    

                                  





O Dia Mundial da Saúde foi criado pela OMS em 7 de abril de 1950, quando da realização da primeira Assembléia

OMS nasceu a 7 de Abril de 1948 O Dia Mundial da Saúde evoca a criação da Organização Mundial da Saúde (OMS, bandeira acima), fundada nessa data em 1948, e é o esforço mais vísivel desta organização para chamar a atenção para um aspecto-chave global escolhido anualmente.

A primeira Assembléia da Saúde Mundial criou o evento, em 1948, que é comemorado a 7 de Abril desde 1950. Ao longo dos seus 60 anos, a Organização Mundial da Saúde enfrentou vários desafios da saúde pública que se foram colocando ao homem e ao mundo, concretamente, a luta contra certas doenças - a tuberculose, o tétano, a poliomielite, o HIV, a luta contra o tabaco.

O Dia Mundial da Saúde, comemorado  dia 7 de abril, assinala, assim, a entrada em vigor da Constituição da OMS que, tendo alcançado a erradicação da varicela , continua ainda a trabalhar no programa do controlo da malária, uma das suas grandes batalhas a nível global. Para o 2008, a OMS escolheu como tema a protecção da saúde contra os efeitos das alterações climáticas Para 2009 O Dia Mundial da Saúde tem como tema “Salvar vidas - Hospitais seguros em situações de emergência”.

Os profissionais, os edifícios e os serviços de saúde também podem tornar-se vítimas em situações de emergência, acidentes ou outras catástrofes, naturais, biológicas, tecnológicas, sociais ou conflitos armados.

As populações podem ver-se, assim, privadas de serviços de saúde cruciais para salvar vidas.

O tema escolhido para 2009 destaca a importância de garantir que as unidades de saúde, sejam elas hospitais ou centros de saúde, têm a resistência física necessária para manter o respectivo funcionamento e a segurança dos profissionais de saúde, assegurando que as populações afectadas são devidamente atendidas.

Em cada ano, a OMS aproveita a ocasião para fomentar a consciência sobre alguns temas chave relacionados com a saúde mundial. Neste sentido, organiza eventos a nível internacional, regional e local para promover o tema escolhido em matéria de saúde. Para mais informações consulte:  OMS nasceu a 7 de Abril de 1948 O Dia Mundial da Saúde evoca a criação da Organização Mundial da Saúde (OMS, bandeira acima), fundada nessa data em 1948, e é o esforço mais vísivel desta organização para chamar a atenção para um aspecto-chave global escolhido anualmente.


  
                                                          


A primeira Assembléia da Saúde Mundial criou o evento, em 1948, que é comemorado a 7 de Abril desde 1950.

Ao longo dos seus 60 anos, a Organização Mundial da Saúde enfrentou vários desafios da saúde pública que se foram colocando ao homem e ao mundo, concretamente, a luta contra certas doenças - a tuberculose, o tétano, a poliomielite, o HIV, a luta contra o tabaco.

O Dia Mundial da Saúde, que hoje se comemora, assinala, assim, a entrada em vigor da Constituição da OMS que, tendo alcançado a erradicação da varicela , continua ainda a trabalhar no programa do controlo da malária, uma das suas grandes batalhas a nível global. Para o 2008, a OMS escolheu como tema a protecção da saúde contra os efeitos das alterações climáticas.

Para 2009 O Dia Mundial da Saúde tem como tema “Salvar vidas - Hospitais seguros em situações de emergência”.

Os profissionais, os edifícios e os serviços de saúde também podem tornar-se vítimas em situações de emergência, acidentes ou outras catástrofes, naturais, biológicas, tecnológicas, sociais ou conflitos armados.

As populações podem ver-se, assim, privadas de serviços de saúde cruciais para salvar vidas. O tema escolhido para 2009 destaca a importância de garantir que as unidades de saúde, sejam elas hospitais ou centros de saúde, têm a resistência física necessária para manter o respectivo funcionamento e a segurança dos profissionais de saúde, assegurando que as populações afectadas são devidamente atendidas.

O Dia Mundial da Saúde, comemorado no dia 7 de Abril desde 1950, celebra a criação da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1948.

Em cada ano, a OMS aproveita a ocasião para fomentar a consciência sobre alguns temas chave relacionados com a saúde mundial.

Neste sentido, organiza eventos a nível internacional, regional e local para promover o tema escolhido em matéria de saúde.

                                         

Em 2013  as atensões estarão voltadas para o inimigo silencioso da  pressão arterial, a Hipertensão


Neste Dia Mundial da Saúde, OMS e seus parceiros resolver o problema global da hipertensão. Embora afecte um em cada três adultos, permanece em grande parte escondido. Muitas pessoas não sabem que têm hipertensão, pois nem sempre produz sintomas. As consequências são mais de nove milhões de mortes por ano, das quais cerca de metade são aquelas causadas por ataques cardíacos e derrames.


Mais informações aqui AQUI

                                
  Este é o símbolo da Saúde informativa, com a qual os profissionais estão divulgando o imenso trabalho de conscientização da população, já que a prevenção das doenças é o primeiro passo, e na maioria das vezes o único, para garantir vida plena e de qualidade.
Como Conselheira Local de Saúde em minha comunidade, já tendo exercido essa função (Como Comissária Local da Saúde, sei bem que uma das grandes dificuldades das redes básicas da saúde pública, muitas vezes, nem é falta de recursos, ou deficiencia no atendimento, mas a desinformação dos usuários, provocadas pelo péssimo hábito dos brasileiros de só se importarem com algo, no momento grave.
 Assim, como na política, comum, na saúde também há a necessidade de uma interação, uma participação maior da comunidade, com seus patrimonios comuns, com as ferramentas sociais, com os órgãos estabelecidos para seu bem estar.

Existem na rede pública da Saúde, diversos programa, pensados, e projetados, que permitem uma melhoria constante no acolhimento dos usuários, e que quase ninguém conhece. Só quando acontece uma  Urgencia, ou uma emergência, é que o munícipe resolve cobrar seus direitos. 
É preciso, que haja uma tomada real de consciencia, de que somos os principais interessados, e os que de fato detem a força, para corrigir, melhorar, e cobrar resultados, dos órgão públicos, em cada setor da sociedade. A ideia que que somos nós quem financiamos esses órgãos, não deve estar presentes em nossas fala, apenas na hora de falar em um microfone das mídias, mas ´principalmente , nas reuniões, onde aparecem sempre apenas alguns "gatos pingados", que são sempre os mesmos, para ouvirem, dar opiniões, recusar, cobrar, em fim, auxiliar a reger o que é de todos nós.

       Somos uma população de distraídos, que menospresa a força que temos, o poder que temos nas mãos, como o voto, e a voz.

         Graças a Deus, nossa cidade está entre as melhores em matéria de
Saúde Pública, mas ainda há muito o que ser feito, e podemos conseguir, se descruzarmos os braços, e nos unirmos numa luta em benefício de todos. Somo referencia nacional, e chegamos como notícias até no exterior; e mesmo assim, ainda há falhas, e falta de recursos, que podemos conseguir, nos unindo;

        Como disse acima, a prevenção, é o caminho mais curto, para a manutenção, da saúde, e este ano já temos atividades voltadas para os diversos programas em ação:



Programas desenvolvidos pela Secretaria da Saúde


 Programa de Saúde da Criança e do Adolescente
Programa de Alimentação e Nutrição
Bolsa Família

 Programa de Saúde do Adulto
Programa de Fitoterapia e Homeopatia
Programa de Saúde Mental
Programa Municipal de Controle da Tuberculose

 Programa Municipal de Controle da Hanseníase
Programa de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência - PASDEF
Programa de Saúde dos Deficientes Auditivos e Fissurados - Prodaf
Programa Municipal de DST / Aids e Hepatites Virais
Serviço de Atenção Domiciliar - SAD
SAMU Regional Ribeirão Preto

 

 E,  A falta de médicos no Brasil




Até que enfim, a OMS (Organização Mundial de Saúde) e a OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde) divulgaram oficialmente a incontestável dificuldade que os prefeitos de vários municípios brasileiros estão vivendo: a FALTA DE MÉDICOS NO PAÍS. Atualmente, no Brasil, temos 1,8 médico para cada 1.000 habitantes. Entre outros países da América do Sul, podemos citar a Argentina e o Uruguai, com 3 e 3,6 médicos para cada 1.000 habitantes, respectivamente. Na Rússia, essa proporção alcança a marca de 4,4 médicos para cada 1.000 pessoas. Este será o assunto da reunião, dias 28, 29 e 30, entre prefeitos de todo o Brasil e a presidenta Dilma Rousseff, promovida pela FNP (Frente Nacional de Prefeitos). Criar mais vagas nos cursos de graduação em medicina, aumentar o número de vagas nas residências públicas, instituir o serviço civil obrigatório para os alunos de medicina das universidades públicas, fortalecer e incluir prefeitos e prefeitas nas mesas de negociação do SUS (Sistema Único de Saúde), ampliar o repasse do SUS aos municípios, entre outros assuntos, são sugestões dos prefeitos para a presidenta Dilma Rousseff.
A Prefeitura de Ribeirão Preto irá abrir diversas vagas, por meio de concurso público, para vários setores (os editais devem sair nos próximos dias). Entre eles, novamente vamos abrir mais oportunidades para a contratação de novos médicos no município. As necessidades mais urgentes de todas as prefeituras brasileiras são as especialidades de Pediatria, Psiquiatria, Emergencialistas, Clínico Geral e Ginecologia.
A FALTA DE MÉDICOS foi debatida hoje de manhã no encontro entre secretários de Saúde de 90 cidades das regiões de Ribeirão Preto, Franca, Araraquara, São Carlos e Barretos. Nessa reunião, definimos que os municípios irão encaminhar documentos à presidenta para relatar quais as principais dificuldades de cada cidade na Saúde. 




 

Façamos a nossa parte pra que a saúde seja de fato um direito garantido em todo o país.

7 comentários:

Flavia disse...

Pessoal
Ajudem comprando qualquer item da promoção da lojinha para ajudar nas despesas dos animais resgatados que aguardam adoção em lar temporário
http://adoteumfocinhocarente.blogspot.com.br/2013/04/mais-coisinhas-novas-na-lojinha-itens.html


ou comprando qualquer numero da rifa
http://adoteumfocinhocarenterifas.blogspot.com.br/

Por favor, ajudem na divulgação. Quem sabe aquele amigo que vc nem sabia quer adotar um animalzinho??
WWW.adoteumfocinhocarente.blogspot.com

Roseli disse...

Realmente a união faz a força, se todos se unissem através do voto, dos meios de comunicação com certeza muita cois mudaria.
Adorei a matéria querida, o povo não tem concientização de sua força, nós somos a força necessária. Bom dia para ti e beijinhos querida.

Ellen Ramos disse...

Olá vi seu blog no Agenda dos Blogs e vim fazer minha visita e te seguir, gostei do seu cantinho e te convido a conhecer o meu.

Também te convido a participar de 2 sorteios que está rolando no blog.


1º sorteio kit Lola Cosmetics http://migre.me/e5sLi

2º soteio Tok&Magia joias raras http://migre.me/e5sTQ

Boa sorte

Bjsss

http://inlovecabelos.blogspot.com.br/

Ana Cristina Thomé disse...

Boa noite linda flor! Parabéns pela postagem. Infelizmente a nossa saúde se encontra muito doente, mas tenhamos esperança de que um dia tudo isso mude. Tenha uma linda noite. Bjs

Bordados da Lu disse...

Olá,boa noite, te vi lá na agenda dos blogs e vim conhecer o seu.adorei...já estou te seguindo e aproveito pra te convidar a conhecer o meu também,ficarei muito feliz com sua visita..bjsss

http://lojinhadallu.blogspot.com.br

Toninha Borges disse...

Parabéns pela postagem amiga.
Saúde é tudo na vida.
Bju

Ana Maria Zago Basilio disse...

Saúde é assunto sério. Necessitamos sim de mais médicos,mas bons médicos com capacidade e vontade socorrer a todos.Parabéns pela postagem.